terça-feira, 8 de março de 2011

ÀS MULHERES DA MINHA VIDA


Eu e mamãe
Hoje, Dia Internacional da Mulher, faço uma homenagem às mulheres que fizeram e fazem parte da minha vida e que são muitas.

A primeira e mais importante é a minha mãe, Cinira de Carvalho Vieira, porque me deu a vida, me ensinou as primeiras palavras, os primeiros passos, a ser uma mulher decente, responsável, a amar a família e ao próximo.

A segunda mais importante foi a minha ama-de-leite, da qual, infelizmente, não lembro o nome, pois sem ela para me amamentar eu não teria sobrevivido (que exagero!) nem me tornado uma bebê gordinha e saudável.

Nesta ilustração de 
Ivan Wasth Rodrigues
(Brasil 1927-2008),
para Casa Grande e Senzala
em quadrinhos, poderiam ser
eu e minha ama-de-leite.
 Depois vêm todas as outras que de uma maneira ou de outra me ajudaram a crescer como pessoa, a ser quem sou hoje, me passando conhecimento (as professoras), me ensinando a trabalhar (colegas de trabalho), me dando amor, amizade, carinho, compreensão, ajuda e um ombro amigo nos momentos difíceis (as mulheres da família e as amigas queridas).

Para homenageá-las realmente, com algo belo e poético, nada melhor que o grande Vinicius de Moraes e o seu poema A MULHER QUE PASSA.

Um grande abraço a todas as mulheres da minha família, às amigas reais, virtuais, as que não conheço e visitam este modesto blog, assim também como as que me seguem.

FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER!

Fátima Vieira

---------------------------------------------------------



A MULHER QUE PASSA

Meu Deus, eu quero a mulher que passa
Seu dorso frio é um campo de lírios
Tem sete cores nos seus cabelos
Sete esperanças na boca fresca!

Oh! como és linda, mulher que passas.
Que me sacias e suplicias
Dentro das noites, dentro dos dias!

Teus sentimentos são poesia
Teus sofrimentos, melancolia.
Teus pelos leves são relva boa
Fresca e macia.
Teus belos braços são cisnes mansos
Longe das vozes da ventania.

Meu Deus, eu quero a mulher que passa!

Como te adoro, mulher que passas
Que vens e passas, que me sacias
Dentro das noites, dentro dos dias!
Por que me faltas, se te procuro?
Por que me odeias quando te juro
Que te perdia se me encontravas
E me encontrava se te perdias?

Por que não voltas, mulher que passas?
Por que não enches a minha vida?
Por que não voltas, mulher querida
Sempre perdida, nunca encontrada?
Por que não voltas à minha vida
Para o que sofro não ser desgraça?

Meu Deus, eu quero a mulher que passa!
Eu quero-a agora, sem mais demora
A minha amada mulher que passa!

No santo nome do teu martírio
Do teu martírio que nunca cessa
Meu Deus, eu quero, quero depressa
A minha amada mulher que passa!

Que fica e passa, que pacifica
Que é tanto pura como devassa
Que bóia leve como a cortiça
E tem raízes como a fumaça.

Vinicius de Moraes


13 comentários:

Lu disse...

Fatitaaa!!!
Parabéns tb, não apenas por esse único dia, mas por todos os outros dias do ano nos quais não deixamos de ser mulheres!!!
...e um parabéns especial por ser essa mulher incrível que alegra nossas vidas, mesmo à distância, sempre com sábias e belas palavras!!!
Bjinhos no coração,
Lu.

Fatita Vieira disse...

Da minha amiga querida, Nísia Nicéas, do Recife, por email:

Muito obrigada pela linda homenagem . Me sinto muito feliz em ter um cantinho em seu coração, você também é uma amiga muito amada e admirada. Me emociona também o amor e a saudade que você sempre retrata a dona Cinira, parabéns!

Beijos,

Nísia

Fatita Vieira disse...

Querida Nísia,

Você é uma das minhas amigas queridas. Esteve presente em momentos muito difíceis da minha vida, me dando força, me ajudando. Isso é algo que não se esquece.

Agradecerei para sempre.

Beijos!

Fatita Vieira disse...

Da minha amiga Madalena Andrade, do Recife, por email:

Oi Fátima!!!!

Obrigada!!!! Sinto-me homenageada não com uma singela homenagem como diz você, mas com uma homenagem importantíssima que é esta que vem do fundo do coração!!!!

Parabéns para você mulher especial de uma sensibilidade extraordinária!

Bjos
Madá

Fatita Vieira disse...

Querida Madá,

Obrigada pelas palavras generosas e sinceras.

É um privilégio para mim tê-la como amiga, uma mulher guerreira, que já venceu grandes batalhas na vida e continua na luta.

Beijos!

Luciana disse...

Oi oi oi GRANDE MULHER!

Não sei quem é essa Lu aí mas concordo com ela em tudo e também te mando um parabéns especial pelo dia de hoje.

Achei arretada tua homenagem! Pô, lembrar da ama de leite..., só tendo o coração do tamanho do teu!

Beijão querida. Que Deus nos abençoe hoje e sempre!
Lu, a outra, de Recife, kkk

Fatita Vieira disse...

Luciana,

Luluzinha,

Você é uma das amigas queridas e sempre presente na minha vida, com palavras de amizade e gestos de carinho que jamais vou esquecer.

Um beijo grande e obrigada por ser minha amiga!

Fatita Vieira disse...

Lu (a do primeiro comentário),

Eu respondi a você pensando que era a outra Lu, do Recife. Peço desculpas.

Você é a Luluzinha do RJ, aquela moleca, bem-humorada, inteligente, de quem eu tenho o maior prazer de ser amiga virtual, mas que considero tão importante quanto a Lu, que é amiga real, do Recife.

Obrigada, querida, por suas palavras generosas e sinceras e por ser minha amiga.

E um viva para todas nós!

Beijos!

Fatita Vieira disse...

Lu do Recife,

Complementando: foi uma pena não lembrar do nome da minha ama-de-leite. Minha mãe falava nela, mas nunca me preocupei em guardar o nome. Meu pai também não lembra nem tampouco a minha tia, irmã da minha mãe. Mesmo assim fiz a homenagem, porque ela foi uma mulher muito importante na minha vida também.

Beijos!

judite disse...

Obrigada pela (pequena) parte que me toca, és a doçura em forma de mulher. Tens um lugar cativo em meu coração. Beijos.

Judite

Fatita Vieira disse...

Judite,

A "pequena parte que lhe toca" é tão grande quanto a de todas as mulheres presentes em minha vida.

Você que é uma doçura e sou feliz por tê-la como amiga.

Beijos!

Fatita Vieira disse...

Da minha amiga, Assunção Santos, do Recife, por email:

Fátima querida!
Feliz Dia Internacional e comemore SER você!
Li a mensagem em seu Blog e amei. Compartilho com você o gesto de homenagear as mulheres que contribuiram e contribuem para que seja esta pessoa amiga, competente, dinâmica, traduzindo: Uma Hidrelétrica!
Você merece o melhor.
Beijos
Sunça

Fatita Vieira disse...

Sunça, querida,

Muito lhe agradeço pelas palavras carinhosas, generosas e sei, sinceras.

Você faz parte das mulheres que muito contribuiram para o meu crescimento pessoal, tanto como ex-colega de trabalho, quanto como amiga que é até hoje.

Beijos!